Atleta do vôlei do RJ convocada para laboratório de talentos da seleção brasileira

Central Kátia Larissa Machado da Silva, de 16 anos, se apresenta no dia 21 de janeiro, em Saquarema, no Rio de Janeiro

A temporada já acabou mas o ano de 2018 ainda reservou uma ótima notícia para o voleibol do Recreio da Juventude. A central Kátia Larissa Machado da Silva, de 16 anos, foi convocada para o Laboratório de Detecção de Talentos da Seleção Brasileira.

O laboratório tem o objetivo de renovar a base da modalidade no país e preparar as equipes, visando o Mundial das categorias de base em 2019. A avaliação será realizada no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema, no Rio de Janeiro. Kátia participa das atividades entre os dias 21 e 28 de janeiro, ao lado de outras 19 meninas e 20 meninos, atletas de todo o país.

Essa é a segunda vez que Kátia é convocada para o laboratório. Na primeira, em abril, não pôde participar das atividades por dispensa médica.

“Foi uma surpresa muito boa. Estou com a expectativa de que vai dar tudo certo. Meu foco agora é na preparação, vou treinar nas férias, com foco total”, afirma a atleta.

Kátia já foi convocada para as seleções gaúchas infantil, infanto e juvenil que disputaram os campeonatos brasileiros das categorias. Em 2016, conquistou o título nacional com a equipe infantil. Os técnicos do clube Ivan Reisdorfer e Rodrigo Silveira dos Santos não escondem o orgulho da atleta e a confiança nos resultados que ainda podem ser obtidos.

“É uma nova oportunidade para ela que abre portas para outras as outras atletas do clube e mostra o trabalho que estamos fazendo. Ela será referência para as outras jogadoras”, afirma Rodrigo.

A convocação de Kátia coroa um ano vencedor para o voleibol sub 18 do Recreio da Juventude. A equipe conquistou a Copa Mercosul e o Torneio Início FGV; foi vice-campeã da Copa Cláudio Braga, vice-campeã do Festival Internacional de Estrela e vice-campeã Estadual da Série Ouro.

O voleibol é uma das modalidades do projeto Recreio da Juventude Olímpico e tem o apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC). A modalidade também é apoiada pelo Fiesporte, por meio do projeto Voleibol Recreio da Juventude/Prefeitura de Caxias do Sul.